Há mais de um mês em regime de isolamento domiciliar, em razão da pandemia de COVID-19, a dança tem sido uma aliada para os alunos da cordenadora do Projeto Simplesmente Dance Daiane de Oliveira, a Zin Day, em parceria com o instrutor do projeto Fale Menos, Dance Mais, Kaique Nogueira.

“Desde quando começou o isolamento os alunos vêm respondendo alguns questionários on-line sobre a dança e a importância na vida delas, e pelo que temos recebido tem sido muito positivo”, declara Day.

Muitas participam das aulas on-line pela página no Facebook intitulada Fale -Dance +.

“Está sendo muito bom, elas gravam vídeos dançando e estão participando ativamente”, completou a coordenadora.

As atividades estão sendo realizadas para as turmas de zumba adulto, dança livre infantil e juvenil, com a supervisão do secretário de Cultura, Esportes e Recreação, Wanderley Carneiro. 

Daiane afirma que as aulas irão prosseguir desta forma, enquanto a pandemia perdurar.

“É lógico que não é a mesma coisa que o contato de todas juntas, mas o momento que estamos passando faz com que busquemos novos meios de aprendizado. Por outro lado, não perdemos o contato com as alunas nesse momento tão difícil”, justificou Zin Day.

Ela ainda destaca que a prática de exercícios físicos, seja pela dança ou de outra maneira é de extrema importância para a saúde.

“Dançar para os alunos é sempre uma terapia, mesmo sendo cada um na sua casa. Juntos cada um fazendo sua parte vamos vencer essa fase e com saúde”, finalizou Daiane.

Foto – Imagens de alunos participantes das aulas on-line ministradas pela coordenadora do Projeto Simplemente Dance da coordenadora Daiane de Oliveira, em parceria com o instrutor Kaique Nogueira do Projeto Fale Menos, Dance Mais.

Faça seu comentário!