O professor e coreógrafo boliviano radicado no Brasil, Renan Castellón, 86 anos, está com uma exposição artística no hall do Centro Cultural Eloah Martins Quadrado (Casa da Cultura), desde o dia 17 de novembro.

A exposição, que tem o apoio da Secretaria Municipal de Cultura, Esportes e Recreação e ficará até o dia 15 de dezembro, traz o tema “44 anos dedicados ao desenvolvimento da dança e da cultura em Telêmaco Borba”.

Para o chefe da Divisão Cultural, Élyson Gomes, valorizar os artistas que tanto representam a Cultura do município é sempre muito importante.

Professor Renan

Renán Castellón é diplomado no Ballet Oficial de La Paz, Bolívia, com formação completa em dança clássica e espanhola.

Participou de cursos de dança na Argentina e na Espanha, trabalhando com mestres da dança como Graciela Urquidi, Augusto Vasques Saavedra, Carmen Bravo, Emma Sintani, Marília Franco, Ismael Guise, dentre outros.

Veio para o Brasil acompanhado da bailarina Emma Sintani.

Excursionou por países como Argentina, Paraguai, Chile, Colômbia, México, China, Rússia e Tchecoslováquia, onde recebeu prêmios, diplomas e troféus.

Foi diretor e professor do Ballet Oficial de La Paz.

Em 2009, foi chamado, carinhosamente, de "Patrimônio Vivo da Dança", como referência à sua longa trajetória como bailarino, professor e coreógrafo, contribuindo na difusão, formação de plateias e desenvolvimento da arte da Dança no Paraná.

Em Telêmaco Borba

No ano de 1980 veio trabalhar em Telêmaco Borba com o nome de “Ballet Jovem de Renan Castellón”, em uma sala cedida pela diretoria do Clube CAMA.

Anos mais tarde, a Secretaria Municipal de Cultura o convidou para lecionar nas dependências do Teatro Municipal ainda como uma escola particular, porém a grande procura de crianças e jovens querendo participar da aprendizado de Ballet Clássico e Baile Flamenco o fez realizar um Projeto para que a Secretaria contratasse um diretor e professor para a Escola Municipal de Dança, oferecendo aulas gratuitas para crianças e jovens sem condições econômicas , numa forma de democratizar a arte da Dança.

Organizou a primeira associação cultural com personalidades da sociedade telêmaco-borbense com a finalidade de promover o desenvolvimento das Artes Cênicas.

Criação da Escola Municipal de Dança oferecendo aulas gratuitas para crianças e jovens carentes economicamente, numa forma de democratizar a Arte da Dança.

Prêmios

Honra ao Mérito, como diretor e professor do Corpo de Baile Oficial de La Paz.

Melhor profissional do ano, pelo International American Press de Jornalismo.

'Amigo Especial da Dança', da Fundação Cultural de Joinville.

Cidadão honorário de Telêmaco Borba em 2001.

 

Faça seu comentário!

Transparência

Ouvidoria

PNAB

Vacinômetro

Agenda Vacinas

 

 

 

Ação Organização

Checklist Dengue

Boletim COVID-19

Boletim da Dengue em Telêmaco Borba