Aconteceu no sábado (26/02) anfiteatro da Casa da Cultura, pela manhã, o primeiro encontro do Projeto +CAPOEIRA. Presentes mais de 15 mestrandos e mestres de capoeira, das cidades de Maringá, Londrina, Jaguairaiva e Campo Largo.

O evento, idealizado e coordenado pelo instrutor José Wilson de Melo (DiMolinha), reuniu mais de 80 capoeiristas. Presentes o secretário de Cultura, Esportes e REcreação, Fabrício Flores, o vereador professor Klécius dos Santos Silva e Anderson Rogério Wendt (Bello) da Seção de Aprendizado Esportivo. 

Segundo DiMolinha, o projeto de inclusão social é desenvolvido em parceria com a Secretaria Municipal de Cultura, Esporte e Recreação (SMCER).
O +CAPOEIRA consiste em aulas práticas que envolvem golpes, canto e dança, além de explorar a história relacionada à capoeira, com parte da construção da identidade nacional que possui traços marcantes de superação e luta dos negros.

As aulas acontecem duas vezes por semana, das 19 horas às 20h30, na Casa da Cultura, todas as segundas e quartas-feiras. 30 alunos, estão inscritos e participam do +CAPOEIRA.

Para DiMolinha, o +CAPOEIRA é uma alternativa para ocupar o tempo ocioso de jovens e crianças telêmaco-borbenses. Ele destacou os benefícios da prática esportiva para a saúde. “O desenvolvimento corporal e mental, readequação social, coordenação motora, qualidade física e psicológica são alguns dos benefícios do esporte. Também não podemos deixar de mencionar a tomada de iniciativas e criatividade, percepções, autocontrole, apreensão rítmica e autoestima como valiosos diferenciais”, frisou.

Faça seu comentário!

Ação Organização

Vacinômetro

Agenda Vacinas

 

Boletim COVID-19