A Administração Municipal irá implantar a Guarda Municipal em Telêmaco Borba no ano de 2015. O anúncio foi feito pelo secretário geral de Gabinete Altamir Ramos durante a Audiência Pública de Segurança realizada nesta quarta-feira (17), no Plenário da Câmara Municipal.

Participaram vereadores, líderes comunitários, Conselho Comunitário de Segurança (CONSEG), Conselho Tutelar, Junta do Serviço Militar, imprensa e munícipes. Estima-se que aproximadamente 50 pessoas estiveram presentes.

O secretário Altamir explicou que é desejo da Administração do prefeito Luiz Carlos Gibson a instalação da Guarda Municipal e que isso ocorra de maneira criteriosa, atendendo o que preconiza a Lei de Responsabilidade Fiscal.

"Somos plenamente favoráveis ao incremento na segurança no município, seja com a Guarda Municipal e com a transformação da 3ª companhia em batalhão. Nossa preocupação é a observância a Lei de Responsabilidade Fiscal (LRF), uma vez que a contratação de recursos humanos gerará impacto na Folha de Pagamento e não podemos ultrapassar o limite prudencial de 51,3%, e hoje, por imposição do TCE (Tribunal de Contas do Estado) o município sofre com a incidência dos serviços médicos de terceiros na folha", justifica Ramos.

O secretário, que presidiu a audiência, afirma que todas as políticas públicas que promovam o bem-estar da comunidade e o combate a criminalidade, principalmente a drogadição serão formalizadas.

Hélio Laskoski, chefe da Divisão de Segurança Pública e Trânsito, falou sobre sua experiência de 27 anos quando atuou na Polícia Militar. Explicou que o guarda municipal terá a missão de proteger o cidadão enquanto que a PM combater o inimigo.

No Paraná existem 31 guardas municipais, destas, 24 o efetivo utiliza arma letal e não letal. O guarda municipal poderá utilizar a arma somente em serviço e devidamente fardado.

Outro aspecto é quanto ao número de efetivo, se iniciará com 10 guardas ou mais, uma vez que o atendimento deverá ser feito 24 horas em consonância com a Polícia Militar.

O capitão Hideraldo Luis de Lima, representou o comandado da 3ª Cia da Policia Militar, deixou claro que o auxílio da Guarda Municipal será bem-vinda e que auxiliará sobremaneira no trabalho de segurança na cidade.

Os vereadores Maurício de Castro, Fátima Ribeiro, Hélio Cezar e Miltinho Machado foram favoráveis a ideia da Guarda Municipal para que ajude no combate a criminalidade.

A presidente do CONSEG, Graciane Ekermann, líderes comunitários e munícipes fizeram uso da palavra e foram unânimes em defender a Guarda Municipal e de maneira armada.

FORMAÇÃO - A constituição da Guarda Municipal depende da realização de concurso público e posteriormente os aprovados passarem por um treinamento básico de 6 meses por uma organização civil e não militar.

Além dos guardas que atuarão a campo serão necessários os profissionais que atuarão na atividade administrativa, para tanto a Guarda Municipal terá uma Sede (central), unidade móvel, e armamento (caso seja necessário).

MAIS SEGURANÇA – Outra iniciativa da Prefeitura em reforço a segurança pública é a implantação de uma Central de Câmeras de Monitoramento que abrangerão praticamente toda a extensão do município, com imagens gravadas 24 horas por dia.

Uma audiência pública, no dia 13 de novembro na Câmara de Vereadores, tratou do tema. 

De acordo com o secretário Altamir Ramos, o programa na área de segurança pública em Telêmaco Borba atenderá três estágios. O primeiro será a criação da Central de Monitoramento que funcionará anexo a 3ª Companhia Independente de Polícia Militar; a implantação da Guarda Municipal, prevista para o segundo semestre de 2015; e terceiro será o monitoramento disciplinar do trânsito.

Foto

Secretário Geral de Gabinete, Altamir Ramos (ao centro), presidiu a Audiência de Segurança Pública sobre a implantação da Guarda Municipal em 2015

 

Faça seu comentário!

Prefeitura de Telemaco Borba