O Centro de Atenção Psicossocial, Serviço de Saúde Mental do Município de Telêmaco Borba, disponibiliza a partir de segunda-feira (23) o Teleatendimento de Assistência Emocional. Composto por profissionais que compõe a equipe de Saúde Mental do CAPS (Assistente Social, Médico, Psicólogo e Terapeuta Ocupacional).

O serviço funcionará pelos telefones: 3904-1486 e 3904-1824, de segunda à sexta-feira, no horário das 8 horas às 17 horas. “Caso você apresente os sintomas ou conheça alguém que não está sabendo lidar com o isolamento por causa do COVID-19, ou que esteja apresentando sintomas como ansiedade, agressividade, compulsão, medo exagerado, sentimos depressivos, por gentileza utilize ou indique os telefones citados”, informou a Coordenadora do Centro de Atenção Psicossocial e terapeuta ocupacional, Cristina Antunes de Almeida.

MENSAGEM

O estresse ao qual estamos expostos nesses últimos dias, vem trazendo à população de um modo geral, diversos tipos de sentimentos e reações. Há muitas dúvidas, muitos questionamentos:

- E se eu contrair a doença?

- São realmente efetivas as orientações que estão sendo indicadas?

- Como me proteger e proteger a minha família efetivamente?

- O que vai acontecer com todos nós?

Vivemos um momento de muita insegurança, e todos esses questionamentos só fazem aumentar esse sentimento nas pessoas. Nessas últimas semanas observa-se que vários profissionais da área da saúde mental estão falando e escrevendo sobre as diversas reações que fatos como o que estamos vivendo, geram na população.

Por se tratar de um cenário ainda desconhecido, a ansiedade é uma das reações mais comuns apresentadas pelas pessoas, ela se soma à sensação de descontrole, como se não houvesse quase nada que pudéssemos fazer diante de toda essa situação; começamos a observar comportamentos alterados nas pessoas, como ir ao supermercado para estocar suprimentos, álcool gel, papel higiênico, etc. Fazendo com que reações como a ansiedade só aumentem; e outros sintomas de fragilidade emocional comecem a aparecer, principalmente agitação psicomotora e dificuldades para dormir.

“Somos uma sociedade que gosta de planejar e saber o que nos espera no futuro, essas interrupções, sem respostas em nossa rotina, contribuem para nos colocar no limite e nos empurrar para uma maior condição de instabilidade emocional.” (Nabuco, C. 2020).

O que fazer então nesse momento?

Como cuidar da minha saúde mental?

A OMS (Organização Mundial da Saúde) divulgou diretrizes para proteger nossa saúde mental nesse momento, como por exemplo:

- Cuidado com o excesso de informações

- Cuide do seu corpo

- Pratique a resiliência e aproveite para colocar as coisas em casa em ordem;

- Estabeleça uma rotina;

- Converse com a sua família

- Não pare seu tratamento

- Peça ajuda se precisar

Diante de todos esses fatos o Centro de Atenção Psicossocial, Serviço de Saúde Mental do Município de Telêmaco Borba, disponibiliza neste momento, o Teleatendimento de Assistência Emocional.

Faça seu comentário!