Segundo dados do vacinômetro contra a Covid-19, do dia 06 de setembro, Telêmaco Borba ultrapassou as 200 mil doses de vacina contra o Coronavírus. Segundo dados divulgados às 02h05, de terça-feira (06), até então, foram aplicadas 200.177 doses do imunizante.

De acordo com a Secretaria Municipal de Saúde (SMS), desde 19 de janeiro de 2021, foram aplicadas 70.083 primeiras doses; 68.396 segundas doses e doses únicas; 47.020 primeiras doses de reforço e doses adicionais e 14.678 segundas doses de reforço.

A chefe da Divisão de Saúde Pública, Marlise Marcondes, ressaltou os esforços e a organização para chegar a esse número de vacinados. “A campanha de vacinação contra Covid exigiu muito esforço e dedicação por parte de toda a equipe da SMS. Foi um desafio implementá-la de forma que fosse um processo transparente, adequado às exigências técnicas e às limitações de doses e ainda organizar toda a logística para o correto armazenamento e distribuição”, explicou.

Apesar dos esforços, Marlise destacou os resultados, que salvaram vidas. “Todo o esforço dedicado neste processo se deu na certeza de que o resultado seria muito positivo e benéfico à toda a população, com redução do número de complicações, hospitalizações e óbitos, o que de fato ocorreu”, comentou.

A chefe da Divisão enalteceu o trabalho de toda a equipe, que não mediu esforços para vacinar o maior número de pessoas. “Quero agradecer ao esforço e dedicação de todos os profissionais que atuaram direta e indiretamente neste processo. Foram 463 dias de vacinação, desde a primeira dose aplicada, no dia 19 de janeiro do ano passado”, elogiou.

Apesar do número expressivo de doses aplicadas, Marlise alerta que há um grande número de pessoas com doses atrasadas. “Há pendente neste momento 1.687 segundas doses, 13.346 primeiras doses de reforço e 12.184 segundas doses de reforço”, informou, pedindo para que as pessoas que estão com doses atrasadas, procurem a Unidade Básica de Saúde (UBS), nas terças ou quintas-feiras, das 09 às 16 horas.

Ainda sobre as doses atrasadas, Marlise explica que isso tem exigido de toda a equipe a discussão de novas estratégias, tendo em vista que as coberturas vacinais, de maneira geral, ainda estão abaixo do ideal.

Faça seu comentário!

Ação Organização

Vacinômetro

Agenda Vacinas

Boletim COVID-19