Dia 18 de maio é comemorado o Dia Nacional de Luta Antimanicomial, que se refere a um processo de transformação dos serviços psiquiátricos, mudando o modelo de que pacientes psiquiátricos devem ser isolados da sociedade e trancados em manicômios.

Este processo de transformação vem ocorrendo gradualmente e tem como diretriz a reformulação da assistência prestada em saúde mental, transferido o foco do tratamento para uma Rede de Atenção Psicossocial, estruturada em unidades de serviços que oferecem tratamento para estabilização destes pacientes e inclusão social dos mesmos, através do serviço prestado nos Centros de Atenção Psicossocial (CAPS).
Com o passar do tempo, as condições da saúde mental no Brasil vêm evoluindo, porém as adequações são lentas, já que dependem de mudança de comportamento e de costumes da sociedade.
É preciso conversar sobre o assunto, para que todos entendam que estes pacientes merecem ser respeitados. Por isso acontecem manifestações em todo o país no dia 18 de maio, para que se mantenha vivo o cuidado com os doentes psiquiátricos, e para que fique claro que eles não devem ser excluídos da sociedade e maltratados como eram antigamente, mas sim orientados e acompanhados recebendo um tratamento digno e eficaz.

Equipe CAPS I Telêmaco Borba
Avenida Ozório de Almeida Taques, 126
Telefone: 3904-1824

 

Faça seu comentário!

Ação Organização

Vacinômetro

Agenda Vacinas

Boletim COVID-19