O primeiro semestre de 2022 foi positivo para o Programa Feira do Bem. Mais de 880 toneladas de lixo reciclável foram entregues e destinadas corretamente.

Em alimentos, a Feira entregou 294 toneladas nos seis primeiros meses do ano, beneficiando famílias município.

Distribuída em 24 pontos de entrega, a Feira do Bem, tem usuários fiéis, como é o caso do menino Arthur Santos de 3 anos. Todas as quartas-feiras que o caminhão de frutas e verduras chega na Vila Osório, Arthur Santos, pega seus reciclados separados e vai fazer a troca com a mãe. “Eu gosto de comer banana, repolho, mamão e batata da feira”, disse.

A mãe relata que Arthur fica no portão de casa aguardando o caminhão da Feira chegar para em seguida ir para a fila. “Ele gosta muito de ir e leva a sua própria sacolinha de reciclado para pegar a banana, agora compramos um carrinho para ele“, contou Fabiane Cristina Santos, relatando que ele rejeita as frutas e verduras compradas no mercado.

Fabiane relatou que Arthur foi acostumado pela babá e incentivado pela família a fazer a reciclagem para trocar pelos alimentos. “A semana da Feira temos que ter o reciclado para o Arthur levar, senão precisamos recorrer aos parentes e amigos para que ele possa ir buscar a banana”, disse.

A coordenadora das entregas, Patrícia Fernandes, comentou que a população já se habitou ao Programa e o número de participantes tem aumentado a cada semana. “A nossa média de público é de aproximadamente 550 pessoas por dia de programa, mais de 1600 por semana”, frisou.

Na avaliação da coordenadora, a procura maior pelo programa se dá por alguns fatores. O primeiro a conscientização da população da importância da separação do lixo para o meio ambiente, a reformulação no atendimento e a organização do Programa. “Esses fatores aumentaram a procura pela troca do reciclado pelos alimentos. Acreditamos que a organização e a forma mais humanizada que estamos atendendo também tenham atraído mais pessoas”, acrescentou.

Outro ponto importante lembrado por Patrícia é a questão do meio ambiente. “Temos acompanhado os bairros e percebemos que já não há tanto lixo espalhado pelas ruas. Na Marinha, houve uma grande redução de garrafas pets na beira do rio”, relatou. Ela disse que a Cooperativa de Reciclado também está sendo beneficiada, pois o material trocado e enviado para a reciclagem é de melhor qualidade. “Com esse trabalho estamos contribuindo com o meio ambiente, com a comunidade e com os cooperados que trabalham na Cooperativa”, destacou. São aproximadamente 60 pessoas envolvidas no trabalho de reciclagem.

Patrícia ressaltou que a Administração está estudando a ampliação da Feira para atender à solicitação das comunidades. “Toda a equipe está engajada para no futuro aumentarmos os bairros de atuação e os pontos de entrega, porém, para isso precisamos realizar um estudo e planejamento”, finalizou.

 Feira do Bem

O Programa Feira do Bem tem o objetivo melhorar o meio ambiente evitando que materiais recicláveis sejam jogados nos rios, córregos e matas. O projeto também quer alimentar a população com alimentos produzidos pela agricultura familiar de Telêmaco e região e melhorar a qualidade do material reciclado que é destinado para as cooperativas.

Para cada 9 quilos de reciclagem entregue, a pessoa recebe 3 quilos de alimentos (frutas e verduras). São recebidos papel, plástico, garrafas pets, embalagens em geral, vidro, latas e outros). O máximo que uma pessoa pode trocar são 45 quilos de reciclagem, que rendem 15 quilos de alimentos.

 

Faça seu comentário!

Ação Organização

Vacinômetro

Agenda Vacinas

Boletim COVID-19