Cerca de 250 Agentes de Desenvolvimento e gestores públicos do Paraná, Santa Catarina e Rio Grande do Sul reuniram-se em Curitiba na terça (23) e quarta-feira (24), para discutir boas práticas na promoção do desenvolvimento municipal.
O Encontro Regional de Agentes de Desenvolvimento – Região Sul foi uma realização do Sebrae e da Confederação Nacional dos Municípios.

O gerente de Desenvolvimento Territorial do Sebrae, André Spínola, explicou que a intenção do evento, que também será realizado em outras regiões do país, "foi unir esforços em torno do desenvolvimento, a partir do que prevê a Lei Geral da Micro e Pequena Empresa, legislação que, desde 2006, confere tratamento diferenciado para micro e pequenas empresas (MPE) brasileiras". Hoje, existem cerca de mil Agentes de Desenvolvimento – servidores nomeados pelos prefeitos para formular e articular ações que gerem mais empregos e renda aos municípios por meio do empreendedorismo. "É uma carreira nova, que tem surtido excelentes resultados", avalia Spínola.

O Encontro teve em sua pauta, temas como o Microempreendedor Individual (MEI), cenários para as MPE, redes de agentes de desenvolvimento e apresentação de casos de sucesso.

Uma das palestrantes do evento na apresentação dos casos de sucesso foi a agente de Desenvolvimento de Telêmaco Borba Gilda Rocha que atua na Sala do Empreendedor. Ela explanou sobre as ações municipais na implementação da Lei Geral Municipal das Micro e Pequenas Empresas e também falou sobre a Sala do Empreendedor que está contemplada na Lei.

Segundo Gilda os números mostram o quanto a implementação da Lei foram importantes para o crescimento de formalizações no município, em 2009 eram 30 empreendedores individuais, hoje com 3 anos de funcionamento da Sala do Empreendedor já somam 936 empreendedores individuais. "Isso só foi possível pela parceria feita com o Sebrae e grande empenho do poder público na pessoa do prefeito Eros Araújo e demais atores que sempre apoiaram as ações em prol do desenvolvimento das micro e pequenas empresas e empreendedores individuais", disse a agente.

Para Julio Cezar Agostini, diretor de Operações do Sebrae no Paraná, a integração entre os agentes de desenvolvimento proporcionada pelo evento foi fundamental. "Precisamos levar o desenvolvimento para locais mais distantes e nada melhor do que trocar experiências e conhecimento". Na avaliação de Agostini, propostas como o Programa Sebrae nos Territórios da Cidadania, são importantes. "Iniciativas como essa ajudam a despertar o empreendedorismo. Não se promove o desenvolvimento sozinho. Por isso, aqui no Paraná, temos uma coalizão, com mais de 15 entidades, pró-desenvolvimento territorial".

Fonte: Agência Sebrae de Notícias

 

Faça seu comentário!

Ação Organização

Vacinômetro

Agenda Vacinas

Boletim COVID-19