A Prefeitura de Telêmaco Borba, através da Secretaria Municipal de Saúde, em parceria com a 21ª Regional de Saúde realizou na tarde de segunda-feira (30) uma entrevista coletiva para imprensa. No encontro, que aconteceu no Auditório Professora Carmem Iolanda Dalécio, na Secretaria Municipal de Educação, foi anunciado o segundo caso confirmado de Coronavírus (COVID-19) no município.

Quem anunciou o caso foi o secretário Municipal de Saúde, Ede Pukanski, que avisou que havia sido notificado no final da tarde e ainda não tinha mais detalhes sobre o caso. Porém Ede informou que o paciente segue com o quadro de saúde estável e está sendo tratado em isolamento domiciliar.

Estiveram presentes na coletiva, além do secretário, o prefeito, Dr. Márcio Matos; a vice-prefeita Rita Mara Araújo; o diretor da 21ª Regional de Saúde, Cleverton Soares; a chefe da Seção de Vigilância Sanitária, Kátia Cristiane de Almeida Alves e a médica Circe Lourenço Nunes.

Em seu discurso, o prefeito afirmou que tem visto a questão do Coronavírus na cidade com muita seriedade. “Nós não estamos brincando de fazer política, estamos sendo coerentes com as recomendações que temos do mundo inteiro. Muitas cidades no mundo não tomaram essa posição e pagaram muito caro por isso. Nós sabemos das nossas responsabilidades”, afirmou Dr. Márcio, acrescentando que está conversando com Prefeituras da região para fazerem uma força conjunta para que sejam usados os respiradores que estão no Hospital Regional.

A vice-prefeita pregou a união entre todas as autoridades para combater o Coronavírus. “É um momento difícil, mas precisamos estar juntos para balizar as melhores políticas a serem realizadas na comunidade”, alegou.

O secretario de Saúde, falou que a questão do isolamento social tem surtido efeito. “Nós estamos seguindo os critérios da Organização Mundial de Saúde (OMS). Estamos tomando ações juntamente com o estado afim de tomarmos medidas de contingência. Estamos construindo uma barreira para evitar o vírus. Se ela se manter firme com as pessoas dentro de casa, ela surtirá efeito, se rompermos essa barreira e o povo não ficar em casa, teremos consequências que podem ser catastróficas”, opinou.

Ede Pukanski afirmou que a Prefeitura tem trabalhado para trazer mais material para os hospitais da cidade, e fazer adequações no Instituto Dr. Feitosa, prevendo mais atendimentos referentes ao Corona. Sobre a abertura do comércio, o secretário foi enfático em dizer que ainda não tem dados epidemiológicos que permitam a abertura, e que está estudando adequações nos decretos.

O diretor da Regional de Saúde explicou que vem diuturnamente trabalhando para tomar medidas afim de evitar a propagação do Coronavírus. “Nós tivemos medidas de contigência com sucesso nos sete municípios da região. Estamos tomando decisões pensando no coletivo. Mas precisamos da ajuda de todos. Por isso peço que fiquem em casa, cuidem de suas famílias e nos ajudem a superar esse vírus”, enfatizou Cleverton.

Dra. Circe explicou que a doença ainda tem características desconhecidas, ainda não possui um tratamento específico. “Nós estamos aprendendo com os exemplos de outras cidades, outros países. Se vamos ter muitos ou poucos casos vai depender das medidas que adotarmos agora, por isso todos levem a sério a recomendação de ficar em casa. E ressalto que esse vírus mata pessoas de todas as idades”, informou.

A enfermeira Kátia explicou o procedimento para detectar se a pessoa é suspeita e enviar os exames para confirmação do Coronavírus. Ela explicou que alguns casos de suspeita as pessoas vieram do exterior, noutras foram pessoas de São Paulo e alguns daqui. “O que sabemos é que o vírus está circulando, por isso pedimos consciência das pessoas. Que se cuidem, fiquem em casa, que não burlem as regras. Por exemplo, tem casal que entre um por vez no mercado e se encontram dentro do estabelecimento. Não façam isso. A doença é séria, não podemos abaixar a guarda”, comentou, apontando que os exames também detectaram outros tipos de vírus como o H1N1, além de outras gripes na cidade.

Faça seu comentário!